Como fazer um planejamento financeiro pessoal para suas metas?

planejamento financeiro pessoal

Você já tentou realizar um controle financeiro? Existe um modo simples e eficaz de fazer o seu planejamento financeiro pessoal, e iremos te ensinar como.

Caso queira organizar suas finanças, ter mais tranquilidade em seu cotidiano e conquistar seus objetivos, é hora de deixar a falta de controle financeiro de lado e pôr em prática alguns simples passos.

Leia mais: Descubra 5 formas de alcançar a independência financeira

O que é planejamento financeiro pessoal?

É uma ferramenta que ajuda a controlar melhor suas finanças, ou seja, a administrar melhor o seu dinheiro.

Você terá controle sobre o que entra e o que sai todo mês: despesas, renda, como dividir melhor o seu orçamento e organizar-se de maneira mais efetiva.

Por que é importante administrar de maneira correta o dinheiro?

A satisfação de fechar o mês com dinheiro na conta é apenas um dos vários benefícios de quem planeja suas finanças pessoais. É um modo de ter mais qualidade de vida.

Além disso, quem tem controle e planejamento financeiro consegue enxergar com nitidez seu orçamento e organizar-se para poupar dinheiro.

É por essa razão que a falta de controle financeiro causa tanto impacto na vida das pessoas. Ela vai além do dinheiro, influencia também na saúde mental.

Por que a falta de controle financeiro é tão usual?

Um dos grandes desafios para se fazer um planejamento financeiro pessoal é a falta de educação financeira.

Sempre é importante buscar informações sobre dinheiro e dar destaque às conversas sobre esse tema. Com isso, é possível compreender melhor como lidar com seu dinheiro e suas finanças.

Como organizar finanças pessoais e planejar-se em 5 passos

Com algumas dicas simples, é possível ter um maior controle de seus gastos e ganhos. Acompanhe esses 5 passos que auxiliarão a alcançar a liberdade financeira através de uma boa gestão do seu dinheiro:

Primeiro passo: registre quando você ganha e gasta

Entender de onde você está partindo é o primeiro passo. Por esse motivo, o planejamento financeiro se inicia com anotar tudo o que gasta e ganha por, no mínimo, um mês.

Não significa que você terá que refazer isso várias vezes. Um mês já ajuda muito e, posteriormente, é possível replicar o resto, com pequenas modificações. Entender sua renda e gastos médios é o objetivo.

E, para que você não caia nas dívidas, é importante saber com precisão qual é o cenário dos ganhos e gastos mensais, para organizá-los depois.

Segundo passo: faça um controle financeiro

Agora que você conhece sua renda e gastos mensais e tem noção do quanto precisa para viver, é hora de começar o planejamento. Esse instante é essencial para que você comece seu controle financeiro pessoal.

No primeiro passo, você pode ter se surpreendido ao saber que várias despesas nas quais você não pensou podem ocupar uma parte tão grande do seu orçamento, certo?

Vamos pensar em um plano de gastos que dê prioridade ao que realmente importa e compreender quanto há de dinheiro para cada coisa. Está na hora de criar um orçamento financeiro.

O que é um orçamento financeiro?

É estimar o quanto você vai receber, poupar e gastar em um período determinado. Ele ajuda a estabelecer limites para todas as categorias do seu orçamento e evita que você fique surpreso com gastos desnecessários.

Então, após entender a realidade de suas finanças, reserve um tempo para projetar a quantia de dinheiro que você pretende gastar nos próximos três meses.

Depois de pagar todas suas dívidas você pode começar a investir, mesmo que com pouco, para aproximar-se de suas metas. Caso ainda não tenha restado, planeje os próximos meses de uma maneira que você consiga poupar uma parte da sua renda.

Terceiro passo: defina metas tangíveis

É importante saber como definir metas de uma forma que elas sejam atingíveis.

Ter metas claras vai ajudar a manter-se no caminho durante dificuldades que talvez apareçam no processo de planejar suas finanças.

Como definir metas para suas finanças?

Durante o planejamento de finanças, é importante compreender que uma meta precisa ser objetiva. Pense desse modo: o que eu quero alcançar e em quanto tempo quero alcançar? 

Isso pois você deve ter um prazo. Como exemplo: quero quitar minhas dívidas em três meses. Ou ainda: quero dar entrada no meu carro em 6 meses. 

Leia mais sobre: Moradia compartilhada: Quais os tipos e vantagens?

Quarto passo: estabeleça limites para cada área

Como planejar gastos pessoais? Para quem está iniciando a controlar finanças, usar “regras de bolso” pode ajudar a organizar um planejamento alcançável.

A mais famosa “regra de bolso” é o método 50 – 30 – 20 que divide seus gastos em três categorias.

Método 50 – 30 – 20

Essa regra pode ser uma referência de como organizar seu orçamento mensal. Segui-la vai ajudar a estipular um limite de gastos em 3 categorias principais.

De acordo com a regra, 50% da renda mensal deve ser destinada a gastos essenciais e fixos. Despesas variáveis, no máximo, 30% do seu orçamento mensal. E os últimos 20% da sua renda devem ser destinados para prioridades financeiras. 

Compreendendo isso, seu trabalho é estabelecer os valores máximos para cada categoria, ou seja, calcular a proporção de sua renda para cada grupo.

Quinto passo: crie uma reserva financeira

Uma reserva de emergência, ou reserva financeira, é uma quantia que você tem reservada para usar em incidentes. O cachorro precisa de um tratamento de saúde? O chuveiro queimou? É nesses gastos que ela é utilizada.

Vários especialistas afirmam que essa reserva deve ser o equivalente ao seu custo de vida entre três a seis meses. Logo, se você necessita de R$ 2 mil para manter-se todos os meses, sua reserva perfeita seria entre R$ 6 mil a R$ 12 mil.

Nesse momento, muitos se assustam, pois realmente é muito dinheiro. A boa notícia é que com um planejamento financeiro bom, você pode se planejar para, aos poucos, juntar esse valor. 

Um bom plano para as suas finanças irá te ajudar a conquistar seus objetivos de uma maneira mais transparente, ajudando a evitar dívidas e incentivando a investir seu próprio dinheiro. 

Economize no aluguel, conheça o Valpi Coliving

 

compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

SELEÇÃO DE MORADORES

FORMULÁRIO DE INTERESSE

VALPI COLIVING

VALPI COWORKING

SHORT STAY

Olá! Seja bem-vindo ao processo de seleção do Valpi Coliving! Esse breve questionário foi elaborado para conhecermos melhor quem está interessado em morar conosco! Preencha e aguarde o contato da nossa equipe! ;)

Olá! Seja bem-vindo ao Valpi Coworking! Esse questionário foi elaborado para conhecermos melhor quem está interessado em utilizar os nossos serviços! Preencha e aguarde o contato da nossa equipe! 😉

Olá! Seja bem-vindo ao Valpi. Esse breve questionário foi elaborado para conhecermos melhor quem está interessado em passar uma temporada conosco! Preencha e aguarde o contato da nossa equipe! ;)